[wp_show_posts id="376"]

#VoltarAtrás

Como diria Caetano, estamos encarando o *avesso do avesso do avesso do avesso

Nos primeiros dias, quando tudo era uma completa novidade, ainda teve um pouco de graça. Afinal, estávamos protagonizando um acontecimento histórico e o #vaipassar parecia ter prazo de validade curto. Então dava para manter o equilíbrio enquanto nos ocupávamos com o que, aparentemente, estava ocupando todo mundo: arrumar gavetas, brindar pela tela do celular com outros confinados, afastar a mesa da sala de jantar para fazer seu treino de Pilates todas as manhãs, religiosamente. E o tempo foi passando (e passando e ainda está passando…), enquanto nos esforçávamos para cumprir o manual do #ficaemcasa. Mas os webinars cheios de conteúdos interessantes começaram a dar um sono danado depois dos dez minutos iniciais. Aquelas receitas – super práticas e saudáveis – que te fazem ir atrás de um monte de ingrediente exótico, deixava a pia lotada de louça suja e, portanto, a meta low carb perdeu a batalha para o aplicativo da lanchonete de hambúrguer. Jeitinho nas regras Com os cuidados pessoais foi a mesma coisa: no começo nos empenhamos aprendendo com os tutoriais sobre como hidratar o cabelo e fazer unhas com autonomia. Enchemos o carrinho das lojas virtuais com pequenos milagres da cosmética e, no final, concluímos que o ... Leia Mais

Amor: recalculando

O que era o melhor caminho às vezes exige mudança de rota e muito fôlego para não deixar a felicidade desistir da carona no meio da estrada. Juramos no altar, olhando nos olhos. Comprometemos nossa palavra de mãos dadas, em uma praia paradisíaca ou numa noite de chuva torrencial. Dentro do cinema. Na cama. E afiançamos o amor eterno porque, naquele momento, ele é forte o bastante para ser eterno. É a nossa verdade. Mas esquecemos que, mesmo as verdades absolutas, podem ser transitórias. E, às vezes, elas sabotam o amor. Aceitamos como evolução a mudança de emprego, de casa, de faculdade, mesmo faltando um semestre para concluir o curso. Variamos o corte e a cor dos cabelos durante toda a vida. Temos ímpeto de rasgar os livros de história depois de entender que os mapas portugueses estavam bem atualizados em 1500 e indicavam claramente terras a oeste e que Colombo, por sua vez, também não colonizou nada porque tribos nômades chegaram bem antes. As voltas atrás são aceitas em quase todas as áreas. Mas quando a vontade de romper paradigmas bate à porta dos relacionamentos amorosos formais, a condescendência não é a mesma. Porque era para durar para sempre. ... Leia Mais